Imprimir
III Congreso Internacional Historia a Debate Santiago de Compostela

IV Congreso Internacional Historia a Debate
Santiago de Compostela, 15-19 de diciembre de 2010

Dirección

 


 Ponencias aceptadas

 

Sección I. Oficio de historiador. 2. Innovaciones paradigmáticas. 2.1. Historia mixta como historia global

Autor

Sérgio E. M. Castanho (Universidade Estadual de Campinas, Brasil)

Título

História cultural e história da educação Convergência na dimensão teórica

Resumen

O presente trabalho deriva parcialmente do livro de minha autoria recentemente publicado (agosto/2010) no Brasil, com o título Teoria da história e história da educação por uma história cultural não culturalista. O livro contém duas partes, sendo a primeira dedicada a possibilidade de uma teoria da história em geral. Na segunda parte, sob o título genérico de "História cultural e história da educação", proponho-me verificar como se formou a chamada história cultural, quais os aportes que lhe trouxe o materialismo histórico e qual a possibilidade atual de uma historiografia que não se feche na cultura mas a leve em consideração como dimensão importante da trama humana no tempo. Depois disso, verifico como uma tal postura se apresenta face à problemática da educação e, especialmente, da história da educação. Aqui se encontra o núcleo da presente comunicação, destinado a analisar, na dimensão teórica, a convergência da história cultural e da história da educação. No texto apresento a história como scientia rectrix de todo conhecimento, com seus protocolos, seu modo específico de tratar das questões que lhe são submetidas e suas categorias estruturantes. No entanto, a história oferece-se, no trabalho acadêmico, em múltiplas especializações. Nesse sentido, a história cultural é uma disciplina científica viável, com objeto próprio específico, sem qualquer pretensão a abarcar a totalidade do conhecimento histórico, mas dependente desta para a determinação da sua problemática especial localizada no âmbito simbólico. De forma convergente, a história da educação, especialidade disciplinar mais recente, ganha legitimidade, podendo estudar objetos mínimos como certas instituições escolares, mas com subordinação ao processo geral da institucionalização escolar, dentro do processo histórico da escolarização da educação, e assim prosseguindo num crescendo de determinações. É nesse sentido que ambas, história cultural e história da educação, convergem. Essa convergência é analisada no texto em sua dimensão teórica.