Imprimir
M.

M. F. FELIX ROSAR

Univ. de Maranhâo, Brasil

MESA-REDONDA: Universidad : acceso al profesorado y carrera docente

No final do século XX, inúmeras conquistas do homem mediante a genial tecnologia da comunicação eletrônica, podem se transformar em ameaças aos professores de todos os níveis de ensino, incluindo-se os docentes de ensino superior.

No Brasil esta situação é considerada pelos intelectuais críticos como muito grave, pois as políticas realizadas pelo atual governo brasileiro têm conteúdo essencialmente neoliberal, o que significa dizer que as universidade públicas estão fortemente atreladas às ações do Ministério de Educação, que por sua vez ésubalternizado frente ao Ministério da Fazenda.

Desse modo, os recursos são insuficientes, os docentes não têm qualquer reajuste salarial há mais de quatro anos. Ao mesmo tempo, o governo vem reduzindo o número de bolsas para o sistema de pós-graduação e também os recursos destinados àpesquisa.

Retirando dos docentes a sua condição para um processo de formação continuada em cursos presenciais de pós-gradução e reduzindo a sua ação enquanto pesquisador, os governos nealiberais realizam um . processo de desconstrução das universidades públicas e, portanto, tornam muito vulnerável a carreira docente.

Diante desse quadro que é practicamente o mesmo em todos os países da América Latina, pergunta-se em que medida essa situação têm sido objeto de debate e reflexão por parte dos intelectuais dos países do continente europeu.