Imprimir

Mesa N

Carlos Fico

Universidade Federal do Rio de Janeiro

"Est obsoleta a diviso da histria em reas cronolgicas?"

>Uma considerao particular que talvez sirva s reflexes da mesa: Em meu

pas (Brasil), temos observado uma leve tendncia ao abandono dos marcos

cronolgicos tradicionais. Tal fenmeno, bastante recente (anos 1990),

expressa-se atravs de pesquisas que no tomam mais os grandes eventos da

poltica como pontos iniciais ou terminais dos trabalhos, mas que transitam

entre eles, criando reas de interseo. A clssica periodizao histrica

brasileira foi criada pelos historiadores vinculados a instituies

tradicionais do sculo XIX (especialmente o "Intituto Histrico e

Geogrfico Brasileiro"), de vis historicista, fundadores da nossa

"cronologia oficial" (balizada por alguns "fatos notveis", como o

"Descobrimento" e a "Independncia do Brasil"). Note-se, porm, que a

tendncia mencionada no tem implicado em uma rediscusso da cronologia

tradicional, que continua servindo a fins didticos, do que decorre a

questo: at que ponto as cronolgias fundadas pelas "histrias nacionais

>" de vis romntico-historicista (e que construram tais histrias como

epopias nacionais nas quais tais marcos eram os "grandes momentos") podem

(ou devem) ser abandonadas, haja vista sua grande divulgao,

"naturalizao" e facilitao didtica e, por que no cogitarmos?, a

prpria efetividade da importncia desses fatos polticos "notveis"?

>

>

>