Historia Inmediata/ Debates


¿Es posible una historia inmediata?

 
Queridos amigos e colegas:

Gostaria de saudar a todos e desejar um excelente ano de 2004, pleno de realizações científicas, saude e
felicidades.

Quanto à possibilidade da história imediata, acho que temos em anexo um dos seus exemplos trágicos o que faz com que o historiador não possa esquecer da dimensão ética e política do seu ofício.

A questão ecológica é uma das manifestações gritantes desta realidade e exige a nossa atenção.

Tenho acompanhado as discussões e tenho intervido pouco, mas fico algo que estupefato quando vejo as contorsões intelectuais de alguns colegas que pretendem encerrar o objeto da história no passado. O
objeto de estudo do históriador, e portanto da ciência histórica, não nem o passado, nem o presente, nem o futuro; é o processo histórico. Se seccionamos este objeto, é apenas como recurso metodológico. Mas durante a pesquisa e a exposição de seus resultados não podemos perderr de vistas a totalização desse processo, ao menos estrategicamente.

Abraços calorosos de Salvador- Bahia que está vivendo um verão cheio de sol.

Até mais,

Jorge Luiz Bezerra Nóvoa
Universidade Federal de Bahia
Brasil