Historia Inmediata/ Debates


¿Es posible una historia inmediata?

 
[Nota: Se ruega a los participantes en los debates que identifiquen en su respuesta el autor y el mensaje de referencia]
 
Concordo com Rafael quanto ao posicionamento político da escrita/análise histórica de acontecimentos do tempo presente; eu também estudo pensadores políticos brasileiros da primeira metade do século XX e seus textos são explicitamente engajados; já a historiografia, em latu senso, pois poucos dos autores  tinham formação em história. Penso em especial: Sérgio Buarque de Holanda, Gilberto Freyre, Caio Prado Junior, Paulo Prado, mesmo buscando "objetividade", nitidamente defendia um ponto de vista político. Não sei se a insenção fica muito maior a longo prazo, mas de qualquer modo, o passar do tempo dá uma outra perspectiva para se analisar autores e eventos, ainda que sempre de um ponto de vista, que nunca é neutro.  Concorda?
 
Stella Bresciani - UNICAMP - São Paulo - Brasil
 
[Nota: Por favor, desarrollar las siglas de las instituciones a las que están vinculados, a fin de que puedan ser mejor identificadas por colegas de otras universidades y países]