Historia a Debate


HaD con Carlos Demasi

 
Ao professor Demasi (& Carlos Barros):
 
É impressionante que nestes tempos de reabertura da América Latina para o mundo, e da internet, que a tudo pode divulgar e denunciar, "autoridades políticas" ainda acreditem que podem derrogar leis de liberdade de cátedra estabilizadas mesmo quando ditaduras férreas impunham a sua pata sobre os costados dos direitos da cidadania, contra a igualdade de todos, quando agiam sempre e sempre a favor de uma redução do pensamento com asas...
 
Espero que, acompanhando o exemplo de HaD, outras entidades, projetos, espaços de atuação política, acadêmica, sindical, abracem a causa de solidarizar-se, seguindo a máxima de combater com dureza e repudiar cada tentativa de fechar olhos e calar bocas, no âmbito da ciência e da pesquisa nas Humanidades, hoje mais que nunca restringidas pela fúria dos tecnicismos e dos biologismos enceguecidos da visão crítica da mirada histórica informada e informadora.
 
Solidarizo-me com o professor e historiador Carlos Demasi, professor de Historia Nacional no Instituto de Profesorado Artigas até porque sei que isto se vive cotidianamente nas faculdades privadas brasileiras, que a todos podem demitir com alegações espúrias... e mais não digo porque a luta é árdua e a caminhada felizmente longa, e o importante é não pararmos de andar, neste caminho, que, como dizia o poeta, faz-se caminho ao andar.
 
Júlio Rocha, de Manaus
UFAM (Universidade Federal do Amazonas)
 



 

 

 

Volver