Imprimir
DISCURSO E HISTÓRIA: UMA ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR

 

Mesa K

 

 

Profa. Dra. Sônia Irene Silva do Carmo

UNESP - Universidade Estadual Paulista,Brasil.

 

 

 

DISCURSO E HISTÓRIA: UMA ABORDAGEM INTERDISCIPLINAR

 

Partimos do pressuposto de que o discurso é uma das dimensões da história, sendo portanto, constitutivo dos embates que se dão na sociedade entre agentes históricos, situados em diferentes lugares econômicos, sociais, políticos e ideológicos. Daí o interesse em trazer para a pesquisa histórica, as contribuições dos estudos do discurso.

Entretanto, a adoção de um perspectiva discursiva no tratamento das fontes históricas representa alguns desafios metodológicos. Uma das possibilidades de estabelecimento das relações entre o discurso e a configuração histórica na qual ele é produzido é considerar o sujeito (enquanto agente histórico real), como elemento de mediação entre as diferentes dimensões da realidade histórico-social, em que se inclui a dimensão discursiva. Por essa via, e adotando os pressupostos metodológicos e os recursos analíticos do campo da análise do discurso, é possível explorar questões extremamente instigantes para a pesquisa histórica, tais como: de que modo os agentes históricos se auto-representam? Como representam os outros agentes? Ao se expressarem discursivamente, como aparecem os traços de suas comunidades discursivas? Como se expressam as relações de poder? Que perspectivas ideológicas estão inscritas em seu discurso? A qual memória discursiva estão relacionados esses discursos? Que recursos retóricos e argumentativos são utilizados e visando que tipo de efeitos de sentido? Como e por onde circulam os discursos? Com quais objetivos? E outras mais.

Tal perspectiva pressupõe uma abordagem interdisciplinar e um tratamento heterogêneo e flexível do ponto de vista teórico e metodológico, visando traçar a trajetória entre a palavra e o homem, entre o homem e a história e entre a história e a palavra.